Scielo RSS <![CDATA[Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi Ciências Naturais]]> http://scielo.iec.pa.gov.br/rss.php?pid=1981-811420120002&lang=pt vol. 7 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://scielo.iec.pa.gov.br/img/en/fbpelogp.gif http://scielo.iec.pa.gov.br http://scielo.iec.pa.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81142012000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Abundância relativa e riqueza de espécies de aranhas (Arachnida, Araneae) em clareiras originadas da exploração de petróleo na bacia do rio Urucu (Coari, Amazonas, Brasil)</b>]]> http://scielo.iec.pa.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81142012000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt São investigadas diferenças na abundância relativa e na riqueza de espécies de aranhas em clareiras artificiais com variados níveis de regeneração em Porto Urucu, Coari, Amazonas, Brasil. Foram empregadas três metodologias de coleta complementares, que resultaram na captura de 3.786 indivíduos adultos, identificados em 623 espécies, pertencentes a 39 famílias. O presente trabalho foi o que mais acumulou espécies entre todos os artigos publicados com inventários da fauna de aranhas na região neotropical, apesar de 55% da amostragem terem sido compostos por organismos raros. O algoritmo mais acurado para a presente base de dados, ACE, estimou uma riqueza de 924 espécies. A rarefação feita para cada uma das 33 clareiras amostradas destacou um grupo com poucas espécies acumuladas (40 a 43) e um grupo com riqueza de espécies significativamente maior (98 a 100) do que as clareiras restantes, apesar das diferenças de número de exemplares e número de espécies entre clareiras não terem sido estatisticamente significativas, indicando que o número de espécies registrado é uma função direta do número de exemplares obtido em cada ponto. Isto sugere que o uso efetivo de dados sobre número de espécies e exemplares de aranhas na avaliação da regeneração de florestas tropicais depende de um esforço amostral muito maior do que o que foi até agora empregado em inventários estruturados destes animais na Amazônia brasileira.<hr/>Differences in relative abundance and species richness of spiders in artificial forest gaps with different levels of regeneration at Porto Urucu, Amazonas, Brazil, were investigated. Three complementary collecting methodologies were employed, resulting in the capture of 3.786 adult individuals, belonging to 623 species of 39 spider families. The present study accumulates the highest species number among all other published papers on spider inventories in the Neotropical Region, despite that 55% of the entire collection was composed of rare organisms. The most accurate algorithm for the present dataset, ACE, estimated a richness of 924 species. Rarefaction curves for each one of the 33 forest gaps sampled highlighted a group of forest gaps which exhibited significantly lower levels of species richness (40 to 43) and another group that exhibited significantly higher levels of species richness (98 to 100). Despite the non-significant differences in abundance and species richness among forest gaps, suggesting that the recorded species number is a direct function of the sampling intensity realized in each site. This suggests that the effective use of data on abundance and species richness of spiders in the evaluation of the regeneration levels of tropical forests depends on a much higher sampling effort than those which have been realized in structured inventories of these animals in Brazilian Amazonia. <![CDATA[<b>Primeiro registro de <i>Leptodactylus caatingae </i>Heyer & Juncá, 2003 (Amphibia, Anura, Leptodactylidae) para o estado do Ceara, Brasil</b>]]> http://scielo.iec.pa.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81142012000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Leptodactylus caatingae foi descrito por Heyer & Juncá (2003) com base em exemplares coletados na Bahia. Agora, é conhecida nos biomas caatinga e floresta atlântica dos estados da Bahia, Pernambuco, Paraíba e Espírito Santo. Neste artigo, apresentamos o primeiro registro de L. caatingae para o estado do Ceará.<hr/>Leptodactylus caatingae was described by Heyer & Juncá (2003), based on specimens collected in Bahia. The species is known in the Caatinga and Atlantic Rainforest biomes, in the states of Bahia, Pernambuco, Paraíba, and Espírito Santo. Here, we report the first record of L. caatingae for the state of Ceará. <![CDATA[<b>Avaliação do potencial de recuperação de áreas alteradas em Áreas de Proteção Permanente de cursos d'água no município de Rio Branco, Acre </b>]]> http://scielo.iec.pa.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81142012000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Nas últimas décadas, o estado do Acre vem apresentando crescente desmatamento, concentrado principalmente na região próxima da capital Rio Branco. O objetivo deste estudo foi avaliar o potencial de recuperação de Áreas de Proteção Permante (APP) de cursos d'água no município de Rio Branco, Acre. Foram utilizadas imagens orbitais do sensor TM do Landsat 5 para a criação do mapa de cobertura do solo de 2009. Realizou-se a sobreposição do mapa de cobertura do solo dentro das APP's com os mapas de tipos de solos e de distância de fontes de propágulos, para obter-se o mapa final do potencial de recuperação. Mesmo protegidas por lei, Rio Branco apresenta cerca de 17% de suas áreas de APP's de cursos d'água alteradas. Dos aspectos avaliados neste trabalho para determinação da resiliência, o tipo de solo demonstrou ser mais limitante e a distância de fontes de propágulos a mais potencializadora. A metodologia utilizada possibilitou estimar qual o percentual das áreas alteradas nestas APP's que apresentam maior resiliência, o que possibilitaria a implantação de programas de recuperação mais adequados e de menor custo para cada área.<hr/>In the last decades, the state of Acre has been showing increasing deforestation, concentrated mainly on the outskirts of its capital, Rio Branco. The present study was aimed at assessing the resilience level of water courses in Permanent Protection Areas (PPA) located in the city of Rio Branco. Were used orbital images from the Landsat 5 TM sensor for the mapping of soil utilization in the year of 2009. Was carried out the superposition of this map with the soil type map, as well as with the distance from seed sources, resulting in a final map of resilience level. Although protected by law, Rio Branco has about 17% of their PPAs watercourses altered. From the aspects evaluated in this study to determine the resilience, the soil type was the most limiting factor, while the distance ofthe sources of seeds was the most potentiating. The methodology allowed us to estimate the percentage of altered areas in the PPAs that are more resilient, thus allowing the implementation of the more appropriate and less expensive recovery programs for each area.